Journal

Pensamentos livres e soltos, anotados em um bloco de papel. Taiana Homobono e Thaís Braga não perdem o timing, não perdem a ideia. Escrevem sempre e sempre, mais e mais. Sobre tudo e sobre qualquer coisa. Todos os dias até o fim dos dias.

Como o Literal começou, nós já te contamos. Aqui e aqui. Todas as terças, sextas e domingos, publicamos textos novos na eterna busca de compreender nosso lugar no mundo – real e das palavras. Até o momento, apenas em duas seções: Literal (o literal do Literal) e Uma Palavra sobre Palavras (comentários e percepções sobre produtos culturais: livros, filmes, músicas etc.).

Isso vocês já devem ter percebido.

A novidade nessa história é que nós deixamos a Thaíse louca por quase dois meses.

Porque mil vezes ela explicou sobre logotipos, fontes, aplicações... e mil e uma vezes eu esqueci.

Duas vezes ela foi até minha casa para skypearmos com a Taia e duas vezes eu só pude lhe oferecer água – porque, veja bem, não me lembrei que ela não toma café.

A Taia, além de inteligência, teve uma paciência infinita. “O que foi mesmo que nós acertamos?”, “Não era assim, porque ficou assado?”, “E se bolinha branca com fundo preto em vez de fundo preto com bolinha branca?”. Eu perturbei muito a vida das duas!

Fora o Leandro, que teve a gentileza de esperar toda essa parte da identidade visual ficar pronta para dar o start na construção do nosso site/portal/lugar-para-chamar-de-nosso. Nosso projeto está tomando forma e está sendo incrível viver tudo isso. Teremos mais seções e mais divagações por todas as formas de comunicação possível (whatsapp, facechat, chat do instagram, aparatações, teletransporte, telepatia...). Adoraria dizer um pouco sobre as seções que iremos acrescentar, porém, para variar, eu já me esqueci quais são. Preciso recorrer às anotações que estão em algum caderno que não me lembro onde está.

O Literal é nosso – da Taia e meu, mas também da Thaíse, do Leandro e dos nossos familiares e dos amigos que acompanham nossa confusão cheia de boas intenções. Escrevemos para o Literal, mas entregamos para o mundo, para conectar ideias e corações. Quando começamos, lááááááá no final de janeiro/2017, tinha uma música do duo Versos que compomos na estrada em mente. Creio que é hora de relembrá-la: “De onde vem? Para onde vai? Quer me acompanhar? Que começa hoje o recomeço meu”.