Journal

Pensamentos livres e soltos, anotados em um bloco de papel. Taiana Homobono e Thaís Braga não perdem o timing, não perdem a ideia. Escrevem sempre e sempre, mais e mais. Sobre tudo e sobre qualquer coisa. Todos os dias até o fim dos dias.

Dizem que amigo é irmão; que amigo é amor. Tenho cá pra mim que amigo é bênção grande demais para caber num substantivo.
Amigo é verbo de ação, porque te coloca em momento. Mas, também, pode ser verbo de ligação - ou de digitação, já que estamos em tempos de WhatsApp.

Amigo é todo bom adjetivo que existir.
Amigo é interjeição, porque pulsa junto contigo.
Amigo é artigo definido.
Amigo não é objeto.
Amigo pode até ser aquela conjunção que só faz sentido na nossa cabeça. Afinal nem mesmo toda a sintaxe do mundo conseguiria definir um amigo.Por isso brindemos!
Aos amigos que somos e aos amigos que temos.
Aos amigos de perto e aos amigos de longe.
Aos amigos de sempre e aos recém-chegados.
Aos amigos que se foram e aos amigos que virão!